Povoado Lage Comprida foi o local escolhido para 2ª Audiência Pública do PMSB

0
111
Prefeito Almeida Sousa falando ao público. Foto/Josiel Lima.

O Plano Municipal de Saneamento Básico – PMSB, é um instrumento indispensável da política pública de saneamento básico, em que se identifica, qualifica, quantifica, organiza e orienta todas as ações, públicas e privadas, por meio das quais esses serviços públicos devem ser prestados ou colocados à disposição. A elaboração do PMSB é uma exigência legal e deve estar baseada na Lei Federal nº 11.445, de janeiro de 2007, que estabelece as diretrizes nacionais para o saneamento básico.

Foi com essa preocupação que a prefeitura de Igarapé do Meio realizou nesta manhã de sábado (17), o segundo momento para se discutir o Plano Municipal de Saneamento Básico, pois o mesmo consiste na caracterização e diagnóstico das condições atuais dos sistemas de abastecimento de água e esgotamento sanitário de Igarapé do Meio e seus povoados, apontando as causas das deficiências encontradas, bem como a definição, e respectivo cronograma de implantação dos programas, projetos e ações necessárias para atendimento das necessidades futuras para um horizonte de planejamento.

O secretário municipal de meio ambiente José Wilson disse que Lage Comprida, zona rural do município, foi escolhido por dois fatores: é um dos maiores povoados de Igarapé do Meio e por ser banhado pelo Rio Grajaú. “Estamos hoje em Lage Comprida para junto com a população da zona rural, discutirmos o futuro de nossa cidade.”, disse o secretário municipal de meio ambiente. “Juntos: governo e população, vamos estabelecer metas para o acesso a serviços de boa qualidade e decidiremos quando e como chegar à universalização dos serviços de saneamento básico.”, finalizou José Wilson.

Estiveram presentes o secretário municipal de finanças e administração – representando o prefeito Almeida Sousa, pois ele estava em uma reunião com representantes da VALE, A secretária municipal de educação, a secretária municipal de saúde, sociedade civil organizada e vereadores. É importante dizer que a elaboração do Plano de Saneamento Básico é uma oportunidade para toda a sociedade conhecer e entender o que acontece com o saneamento da sua cidade, identificar e discutir as causas dos problemas e buscar soluções.

Depois de tudo pronto, o Plano irá para apreciação dos vereadores e será votado e aprovado por todos do legislativo.