Parceria Sebrae e Secretaria de Agricultura vai beneficiar produtores de farinha de Santa Inês

Uma parceria do Sebrae, por meio do projeto Comércio Brasil, com a Secretaria de Agricultura da Prefeitura de Santa Inês traz uma novidade para os produtores de farinha de mandioca e macaxeira da zona rural do município.

Através de consultoria prestada pela Unidade Regional do Sebrae em Santa Inês (consultor Claudenir Viegas), foi detectada a potencialidade da produção de farinha no município. Partindo dessa ação, foi selada a parceria com a Secretaria de Agricultura de Santa Inês para auxiliar os produtores no incremento da comercialização da produção.

Esta semana, foi realizada uma reunião com a presença do consultor representante do Sebrae/Santa Inês; do secretário municipal de Agricultura, Raimundo do Nascimento Silva e cerca de 30 produtores de farinha do povoado Campo Novo e povoados adjacentes. O encontro aconteceu no povoado Campo Novo.

Durante a reunião, foi levantado que existem 22 casas de farinha, que serão atendidas dentro do Projeto Comércio Brasil. Foi feito um ajuste no diagnóstico anterior e detectado problemas que deverão desencadear um plano de ação, visando a melhoria da qualidade do produto, transporte, armazenamento, embalagem, código de barras e finalmente, a busca e expansão de novos mercados.

Uma nova reunião foi marcada para o dia 9 do próximo mês.

O que é o projeto Comércio Brasil

A Rede Nacional Comércio Brasil, criada em 2005 pelo Sebrae, facilita o acesso e o relacionamento sustentável e efetivo entre sua micro ou pequena empresa e compradores (atacado, varejo, representantes comerciais e outros).

No projeto, uma rede de agentes especializados, chamados agentes de mercado, identifica novas oportunidades de negócios e disponibiliza mecanismos para a abertura e a expansão das empresas participantes para outros estados e regiões.

A iniciativa estabelece alianças e parcerias de negócios e contribui para a manutenção e/ou incremento do faturamento das micro e pequenas empresas dentro e fora dos estados.

 

Como funciona

Os agentes de mercado identificam se a empresa está apta a participar do Comércio Brasil. Esse diagnóstico aborda pontos relacionados a comercialização (conhecimento do mercado, políticas de preço e logística).

Após diagnosticar a empresa e classificá-la em apta, os agentes de mercado irão prospectar compradores, além de divulgar a empresa e seus produtos na Rede e em eventos destinados à aproximação comercial.

Finalmente, inicia-se a fase de “operação da rede”, quando é realizada a aproximação entre vendedores e compradores, que podem estar localizados em qualquer estado do Brasil.