Igarapé do Meio sediou o 12º encontro do Consórcio dos Municípios da Estrada de Ferro Carajás-COMEFC.

0
42

A cidade de Igarapé do Meio sediou na manha deste sábado, dia 15, o 12º encontro do Consórcio dos Municípios da Estrada de Ferro Carajás-COMEFC. O evento aconteceu em uma casa de shows da cidade, e, contou com a participação de cinco prefeitos dos 23 que compõe o consórcio, vários vereadores do Município de Igarapé do Meio e de outros Municípios, vários Secretários Municipais e com um grande número de populares, na maioria professores.
A Audiência Publica do Consorcio dos Municípios da Estrada de Ferro Carajás no Maranhão – COMEFC teve como objetivo, divulgar para a sociedade o que é COMEFC, e, o que representa para os 23 municípios maranhenses, e, ainda mostrar os impactos que a multinacional VALE S.A já causou e tá causando aos moradores destes municípios durantes décadas. 
“Esse consórcio é de grande importância não só para Igarapé do Meio, mas para os 23 Municípios, estamos correndo atrás dos nossos direitos, direitos esses que a VALE nunca repassou, estamos procurando o melhor para o nosso povo, e, tenho certe que daqui alguns dias o maranhão verá os bons frutos que esse consórcio dará”. Afirmou Raimundo Damasceno Prefeito de Igarapé do Meio. 
“O consórcio veio para resgatar a dignidade do povo do Maranhão, estamos com essa lutar engajada pelo os nossos direitos, esse consócio também veio para ajudar em todos os aspectos, o consórcio já é referencia, porque conseguiu unir classes sociais, bandeiras partidárias, isso já é uma grande realização, e, estamos diante de uma grande luta, mas, estamos preparados e vamos conseguir a vitória, e, mudar a situação desses nossos municípios.” Cristiane Damião, presidente do COMEFC e Prefeita de Bom Jesus das Selvas.
COMEFC; tem como objetivo central, estabelecer interface direta entre os gestores públicos municipais e a Vale S.A; com foco em critérios, premissas, procedimentos e metas claras no que se refere a: Recolhimento de tributos municipais; pagamentos de compensações socioeconômicos e ambientais; contribuição para o Fundo de Desenvolvimento Municipal – FDM, a ser criado em todos os municípios consorciados; contribuição para o Fundo de Desenvolvimento de Mobilidade Urbana – FDMU, que será criado em São Luís.
Com estas ações, o COMEFC entende que será possível a constituição de Planos Diretores Municipais eficientes e eficazes que tratarão como consequência, a realização de ações estruturantes para melhoria substancial do IDH-M desses municípios. Hoje podemos observar que 83% dos 23 municípios consorciados, possuem IDH- M abaixo da média do estado do Maranhão. Queremos fazer valer a frase: “Onde passa riqueza, fica desenvolvimento”.
PRINCIPAIS METAS DO COMEFC
1) Elevar o nível mínimo do IDH-M dos municípios consorciados para um patamar superior a 0,680 (O IDH médio do Maranhão em 2000 foi de 0,636);
2) Estabelecer um nível mínimo de excelência na arrecadação de tributos municipais, com a unificação de procedimentos e gestão focada em resultados;
3) Elaborar em conjunto com os gestores públicos e parceiros, o Plano Diretor de cada município e indicar fontes para a realização de ações estruturantes nos aspectos: Social, Econômico e Ambiental;

4) Atuar em conjunto com os gestores públicos, na criação dos Fundos de Desenvolvimento Municipal; com foco principal nos aspectos: Educação, Renda e Saúde; onde a Vale S.A terá o papel de empresa patrocinadora destes fundos; na concepção de Geração de Valor aos Municípios – GVM; visto que só em 2012 a Vale S.A distribuiu cerca de R$ 5 bilhões em Geração de Valor ao Acionista – GVA e, nada pagou aos municípios.


Fonte – Blog do Marcony Mesquita