Flávio Dino visita Associação Comercial de Imperatriz e discute vôos regionais

0
48
O presidente da Embratur, Flávio Dino, e o presidente da Associação Comercial de Imperatriz, Euclides Viêra, se reuniram na última sexta (07) para dar continuidade às iniciativas de consolidação de Imperatriz como um dos pólos de aviação regional do país.
A reunião entre Flávio Dino e o presidente da ACI foi mais um passo para o fortalecimento do fluxo turístico na região tocantina, que além de viagens de negócios em Imperatriz, Balsas e Açailândia, tem atrativos turísticos como a Chapada das Mesas, cujo polo de concentração de turistas fica nas cidades de Carolina e Riachão. Todas estas cidades serão beneficiadas com o Plano de Aviação Regional.
Entre as iniciativas discutidas durante a reunião, a realização do primeiro Seminário de Aviação Regional foi defendida por Flávio Dino. Segundo o presidente da Embratur, o pioneirismo de Imperatriz na promoção dos debates para o fortalecimento de vôos e linhas específicas para as cidades elencadas no Plano de Aviação Regional ajudará a consolidar a cidade como grande polo interestadual.
“Além das cidades maranhenses próximas, Imperatriz é ponto próximo ao Pará e ao Tocantins. Agregando diversos municípios da região, Imperatriz pode ser centro comercial, empresarial e turístico. Estar à frente desse debate é fundamental para que o município se fortaleça nesse novo cenário que está se criando no país,” argumentou Flávio Dino.
A segunda maior cidade do Maranhão está inserida no Plano Nacional de Aviação Regional, que contempla outras 10 cidades do Maranhão e mais de 200 municípios de todo o país. A iniciativa do Governo Federal tem como objetivo ampliar o fluxo de turismo e acesso pela via aérea às cidades do interior do Brasil.
A parceria entre o governo federal, estadual e municipal, bem como da iniciativa privada e possíveis investidores é necessária para que a consolidação de Imperatriz como polo dos roteiros regionais se fortaleça. Para Flávio Dino, esta mais um investimento do governo federal que deve ser aproveitada enquanto fator de desenvolvimento para a região tocantina.
Segundo Euclides Viêra, a oportunidade de despontar como um dos principais polos da região Norte-Nordeste deve ser aproveitada e ser capitalizada por todos os interessados no desenvolvimento da região tocantina. Viêra sugeriu ainda que a abertura dos debates aconteça durante a Fecoimp, única feira do Maranhão presente no calendário nacional.
“Esta é uma oportunidade que é boa para todos os órgãos e agentes citados, mas só vai acontecer de forma mais consistente se houver realmente união de esforços. É necessário unir poderes públicos e a iniciativa privada para fazer acontecer,” afirmou.
Esta é a segunda visita de Flávio Dino à região tocantina para articular a consolidação do Plano Nacional de Aviação Regional em Imperatriz. Na semana passada, Dino esteve com o secretário de Desenvolvimento Econômico de Imperatriz, Sabino Siqueira, para discutir a instalação de novos roteiros turísticos e empreendedores na região a partir dos vôos regionais.
Estiveram presentes a diretoria da Associação Comercial de Imperatriz e lideranças políticas como os deputados Marcelo Tavares (PSB) e Carlinhos Amorim (PDT), e os vereadores Carlos Hermes (PCdoB) e Marco Aurélio (PCdoB), de Imperatriz.
Chapada das Mesas e Hidrelétrica de Estreito
Novas e também tradicionais opções turísticas da região sul do Maranhão poderão ser potencializadas com o investimento no Plano de Aviação Regional. A Chapada das Mesas, berço de uma das paisagens ecológicas mais admiradas do Maranhão (tendo como polo a cidade de Carolina), poderá ser visitada com maior facilidade por turistas vindos de outros estados e países.
Flávio Dino sugeriu ainda que a Hidrelétrica de Estreito faça parte do roteiro turístico do sul maranhense. “Temos exemplos bem-sucedidos como a Hidrelétrica do Iguaçu, que durante anos fez um trabalho consistente de incentivo às visitas à região,” exemplificou Flávio Dino.