Facebook anuncia contratação de 3 mil pessoas

0
40

O Facebook anunciou esta quarta-feira (3) que vai contratar mais 3 mil pessoas para fazerem a revisão de imagens violentas, na sequência de casos de mortes e de um assassinato mostrado ao vivo.

Os três milhares de pessoas juntam-se às 4.500 que a rede social tem já a trabalhar nas mesmas funções.

O anúncio foi divulgado pelo próprio presidente executivo da empresa, Mark Zuckerberg. O Facebook tem sido criticado recentemente por não fazer o suficiente para prevenir a divulgação de vídeos – como os de um assassinato em Cleveland, nos Estados Unidos, ou a morte de um bebé na Tailândia – que se propagam na sua própria rede e na internet.

Vídeos e “posts” que fazem a apologia ou glorificam a violência são contrários aos termos de utilização do Facebook. Em muitos casos, são os utilizadores que os identificam e denunciam à empresa para eventual remoção.

“Durante o próximo ano, vamos adicionar 3 mil pessoas às nossas equipas de gestão de operações em todo o mundo – juntando-se às 4500 que já temos hoje – para rever as milhões de denúncias que recebemos semanalmente, e para melhorar o processo para que possamos fazê-lo rapidamente”, anunciou Zuckerberg. Os novos funcionários também vão auxiliar a empresa a remover mais prontamente outro tipo de conteúdos que a rede social proíbe, como mensagens de ódio e material resultante da exploração de menores. “E vamos continuar a trabalhar com grupos comunitários locais e com as forças da autoridade, que são quem está na melhor posição para ajudar alguém que precisa, seja porque estão prestes a magoar-se, ou porque estão sob a ameaça de outra pessoa”, acrescentou Zuckerberg.

Sem dar pormenores, o multimilionário disse, a título de exemplo, que, “na semana passada”, o Facebook recebeu um alerta sobre um utilizador que estaria a declarar, num vídeo em directo, que ponderava suicidar-se. “Contactámos imediatamente as autoridades e eles foram capazes de evitar que ele se magoasse. Noutros casos, não tivemos a mesma sorte”, escreveu