Em roteiro especial, Tocha Olímpica passa pelos Lençóis Maranhenses e pela Região Tocantina

0
68

O Maranhão foi palco de uma das onze operações especiais da passagem da Tocha Olímpica pelo Brasil, trajeto que percorre lugares deslumbrantes para a gravação do vídeo final do revezamento. Depois de passar pela capital maranhense no domingo (12), a tocha seguiu para Barrerinhas na segunda (13) e passa por Imperatriz na terça-feira (14).

O roteiro de tirar o fôlego, em Barreirinhas, iniciou na Beira-Rio, de onde a chama olímpica foi conduzida Rio Preguiças abaixo, até achegar no povoado de Vassouras, primeira parada da tocha em solo barreirinhense. José Mota Junior, atleta de futsal, iniciou a condução da Tocha Olímpica pelas dunas de Vassouras em um quadriciclo. “Participar desse momento tão especial para a cidade onde minha avó morou e onde moro agora, é de extrema emoção. Me sinto um privilegiado em ter sido escolhido para esta importante missão”, explica.

Emoção compartilhada por Isack Barbosa, de 16 anos, aluno da escola barreirinhense de atletismo e tri campeão estadual de 300m, que conduziu a Tocha em terra e na água, saindo de vassouras em direção ao povoado de Mandacaru. “Eu estou carregando o peso de um povo. Sou representante de um estado cheio de belezas naturais e de um povo forte que luta diariamente pelo seu sustento. Levar o Maranhão, levar Barreirinhas para o mundo todo é algo inexplicável e que vai ficar marcado na minha memória”, completa o atleta que se emocionou durante o trajeto de barco.

Casos como o de Isack, jovem atleta que defende a bandeira do Maranhão em competições nacionais, são incentivados pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Esporte e Lazer (Sedel). “Só no ano passado, foram mais de R$ 17 milhões investidos em projetos esportivos por meio da Lei de Incentivo ao Esporte, isso sem contar o investimento nos Jogos Escolares Maranhenses (JEMs), o que representa a preocupação do governador Flávio Dino no estímulo ao esporte para o desenvolvimento dos maranhenses”, falou o secretário estadual de Esporte e Lazer, Márcio Jardim.

Incentivos que também passam pela promoção do destino Maranhão em feiras e eventos nacionais e internacionais, como explicou o secretário de Estado da Cultura e do Turismo, Diego Galdino. “A passagem da tocha por nosso estado é um marco da promoção de nossas belezas naturais e culturais para o mundo. Com esses três dias de intensa programação da tocha, o Maranhão mostra a sua potência e ganha espaço em mais uma vitrine, captando turistas e gerando emprego e renda para o povo maranhense”, completou o gestor.

Na chegada ao povoado de Mandacaru, centenas de pessoas aguardavam os condutores da tocha ao som de muita música. Dona Maria Menezes, de 66 anos, é marisqueira no povoado Ponta do Mangue, e conduziu a tocha até o Farol Preguiças, atrativo turístico da cidade.  “Me sinto muito honrada em compartilhar esse momento com meus conterrâneos. Nós, maranhenses, somos um povo de luta e força, sem nunca perder a alegria e confiança em dias melhores. Tenho absoluta certeza que hoje é um desses dias”, falou a condutora mais animada do dia.

Para Joseli Lima, moradora de Mandacaru, que já está acostumada com a movimentação intensa de turistas pelas ruas do povoado, a passagem da Tocha foi um exemplo de união. “É uma emoção que não cabe no peito, ver essa multidão de gente aqui. Todos muito animados com a passagem da tocha”.

Depois de encarar os 160 degraus e 35 metros de altura do Farol Preguiças, a comitiva da tocha partiu para Atins, onde foi conduzida por Samuel Ferreira, primeiro instrutor de kitesurf da região. “É a realização de um sonho receber um evento dessa magnitude em meu estado. Mostrar o trabalho feito na comunidade de Atins e deixar que o mundo todo veja o colorido das pipas dos kites no céu do Maranhão”, disse o instrutor.

A Tocha Olímpica ainda visitou o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, passando pela Lagoa Azul.

Recepção da tocha

Após a realização do roteiro especial nos povoados e Parque dos Lençóis, a chama olímpica foi recebida com muita festa no centro da cidade de Barreirinhas. A programação promovida pela Secretaria de Estado da Cultura e do Turismo (Sectur), em parceria com a Prefeitura de Barreirinhas, contou com apresentação de onze grupos culturais em comemoração a passagem da tocha pela cidade.

Tocha em Imperatriz

Na terça-feira (14), a tocha olímpica passou pela cidade de Imperatriz, na Região Tocantina, onde 75 pessoas conduziram a tocha por ruas e avenidas da segunda maior cidade do estado, marcando a despedida da passagem da tocha pelo Nordeste.

A tocha chegou à cidade por volta de 9h r seguiu até a ponte Dom Affonso Felippe Gregory, cartão-postal da cidade que liga os estados do Maranhão e Tocantins.  O condutor Francisco Amorim desceu de rapel e entregou a tocha ao cantor e compositor Zeca Tocantins, que seguiu de barco até o porto da balsa. “Ê povo, aqui tem moça bonita, se tiver que brigar, brigarei, mas em teus braços não fica”, cantou Zeca Tocantins ao carregar a tocha olímpica.

De lá, a comitiva se deslocou até o SEST/SENAT onde seguiram para o povoado Coquelândia, situado na margem da MA-386, na Estrada do Arroz, de onde fizeram um percurso de 2 km de bicicleta. Em seguida, o fogo olímpico esteve no Mix Mateus Bacurí, onde a tocha ficou disponível para fotos e exibição. De lá a tocha percorreu a BR-010 até a distribuição da Coca-cola, retornando pela Belém-Brasília, passando pela Avenida Bernardo Sayão, Rua Simplício Moreira, 13 de Maio, XV de Novembro, Avenida Getúlio Vargas, Rua Luís Domingues, Amazonas, Getúlio Vargas, Rio de Janeiro, Avenida Dorgival Pinheiro, Rua Coriolano Milhomem, Rua Rui Barbosa e desceu para a Beira-rio. A celebração do fogo olímpico teve início às 16h com a apresentação da banda do 50º Batalhão de Infantaria e Selva (50º BIS).

Em todo o trajeto da tocha, pessoas que fazem parte da história da cidade não esconderam a satisfação em poder ver de perto a Tocha Olímpica.  “Ah! Agora somos história meu caro! Nossa cidade hoje está em rede nacional. Quer saber mais? Nós ficaremos para sempre na biografia da nossa cidade”, disse a jovem Ana Beatriz Furtado (27), jovem apaixona por esporte, que fez questão de acompanhar a passagem da tocha pela segunda maior cidade do Maranhão.

A apresentação cultural, em comemoração à passagem da tocha contou com espetáculos de Bumba-Meu-Boi e Cacuriá e apresentações da banda “Baião de Dois” e Banda Senzala, no circuito da Avenida Beira Rio que encerrou a cerimônia.